quarta-feira, 27 de abril de 2011

CAMPANHA: dê valor a sua mãe

*********** MÃE ***********

03 anos: mãe eu te amo

11 anos: mãe não me enche

16 anos: minha mãe é tão chata

18 anos: eu quero sair de casa

25 anos: mãe você tinha razão

30 anos: quero voltar para casa da minha mãe

50 anos: eu não quero perder a minha mãe

70 anos: eu abriria mão de qualquer coisa para ter minha mãe aqui comigo.

terça-feira, 26 de abril de 2011

Você tem Sefoia?

Doença terrível e cruel, pouco conhecida pela ciência. Preste atenção, veja abaixo os sintomas.

ENFERMIDADE: SEFOIA

SEFOIA:Enfermidade ainda não aceita pela classe médica. Entretanto, milhões de pessoas em todo mundo padecem deste mal e esperam a aprovação da Organização Mundial de Saúde para que se estude e se encontre a cura para esta mortal enfermidade que, cada dia, é adquirida por milhares de pessoas.

Se você tiver 3 ou mais sintomas indicados abaixo é sinal de alerta vermelho!

SINTOMAS QUE DEFINEM O APARECIMENTO DESTA PATOLOGIA:

1.- Se um café te provoca insônia.

2.- Se uma cerveja te leva direto ao banheiro.

3.- Se tudo te parece muito caro.

4.- Se qualquer coisa te altera.

5.- Se todo pequeno excesso alimentar te provoca aumento de peso.

6.- Se a feijoada "cai" como chumbo no estômago.

7.- Se o sal sobe a tua pressão arterial.

8.- Se em uma festa pedes a mesa mais distante possível da música e das pessoas.

9.- Se o amarrar os sapatos te produz dor nos quadris.

10.- Se a TV te provoca sono.

Todos esses sintomas são prova irrefutável que padeces de Sefoia

Conclusão sobre a doença: SE-FOI-A "juventude"




quarta-feira, 20 de abril de 2011

Uso de pele animal

Uso de pele animal é tendência, defende presidente da Arezzo



O presidente e fundador do grupo Arezzo, Anderson Birman, afirmou à Folha que preferiu recuar, retirando das lojas Arezzo todos os produtos com pele de raposa, a ter que debater sobre o uso de pele de animal.

A Arezzo anunciou na segunda-feira a retirada de todas as lojas do país de produtos da coleção Pelemania que usavam em sua confecção pele de raposa. A decisão foi tomada depois de manifestações raivosas na internet.

O presidente da marca afirmou que a Pelemania não é uma moda lançada pela Arezzo, mas uma tendência mundial para o inverno 2011. "Em todos os editoriais de moda de todas as revistas do mundo, inclusive nas brasileiras, esse fenômeno do uso de peles está sendo veiculado. Todas as marcas estão usando, é um tendência forte", afirmou.

No site da marca, o anúncio da coleção Pelemania dizia: "Hit glamuroso da temporada. Não pode faltar no guarda-roupa da fashionista", ao lado uma foto de uma bolsa aparentemente feita de pele de animais.

No Twitter, a grife ficou entre os dez assuntos mais comentados do microblog.

"Ridículo essa nova coleção da #arezzo pq não arrancam a pele deles pra fazer os sapatos aff", afirmou Diana Bueno, em seu Twitter.

Nota oficial da Arezzo diz que a empresa "entende e respeita as opiniões e manifestações contrárias ao uso de peles exóticas na confecção de produtos de vestuário e acessórios".

Leia abaixo a íntegra da entrevista com o presidente:

Folha - Como começou essa polêmica?
Anderson Birman - O que conseguimos fazer foi viabilizar a importação de pele de raposa, absolutamente legalizada, com certificado de origem, com certificado de regularidade, tudo dentro do que os parâmetros de sustentabilidade permitem. Acredito que isso associado a peles que a gente tem, peles de coelho e pele sintética --a grande maioria é de pele sintética-- é que gerou essa polêmica.

A pele de raposa usada nos produtos é de criatório, não é de animal selvagem, não tem dano nenhum a natureza, isso é que dá sustentabilidade, é o uso gerenciado e controlado, mas gerou essa polêmica toda que acho que deve ter sido feita por ambientalistas de plantão com os quais não vou me expor para debater isso, tirando o foco do grande trabalho que a gente tem em uma coleção de inverno maravilhosa com milhares de outras possibilidades. Então, eu preferi recuar a ter que abrir esse debate sobre se eu acho certo ou não acho certo o uso de pele de animal. Essa é uma coisa tão polêmica, eu teria tanta contestação para falar de um lado e do outro.

Sustentabilidade é um assunto que eu me interesso tanto que eu precisava de um foro especifico para falar, fora do foro de moda.

Quais os produtos que têm pele?
Eu não saberia te precisar, mas é uma estola, uma bolsa e mais uma outra pecinha pequena. Foram importadas cerca de 300 peças.

O uso de pele de raposa é uma tendência mundial?
Sim.

O uso da pele do coelho também foi contestada, vocês vão retirar também?
Não, só a pele de raposa. Nosso entendimento é que todo animal que está na cadeia alimentar, não tem como. Você vai a um restaurante e come coelho no mundo inteiro. É produção de proteína animal, é uma coisa que tem quem goste e quem não goste, mas está na origem do ser humano. E tem o uso da pele de ovelhas também, é um uso milenar.

Você ouviu falar de repercussão negativa em outro país?
O uso de pele sempre tem alguma repercussão, mas como nosso uso de pele sintética é muito maior do que o uso de pele verdadeira. São 300 peças só, as importadas, as recolhidas eu não sei, porque eu não sei dizer o estoque das lojas agora. Eu recuei justamente para não entrar numa rota de debate disso, tirando o foco da nossa coleção.

E é um negócio insignificante no contexto da Arezzo para poder servir de instrumento do debate, eu achei melhor recuar do que ceder tão pouco a um debate que eu não acho que seja construtivo a ninguém. Podemos até em um outro tempo, outra hora, pensar mais sobre o assunto, sou absolutamente sensível a ter um planeta cada vez mais agradável, bonito e preservado.



Por JULIANNA GRANJEIA


Quando as pessoas falavam em pele de animais, podem me chamar de burra ou inocente, mas eu não tinha noção como era o processo, não sabia mesmo, até ver esse vídeo que uma amiga enviou por email, isso já tem uns 3 anos. Fiquei chocada quando vi, passei mal, chorei, foi uma sensação horrível, quase não consegui assistir tudo por ter cenas muito fortes. =/
Fica disponível para quem quiser ver.
Beijinhos! 










segunda-feira, 18 de abril de 2011

Cuidado com a conta do restaurante

Quando vamos a um restaurante ou um bar, na hora de conferir a conta, geralmente só contamos se bebemos X refrigerantes, ou comemos X pratos, etc...

Mas... VOCÊ SOMA O VALOR TOTAL PRA SABER SE A CONTA ESTÁ CERTA???


Então, um desafio: pegue a sua calculadora e some ESTA conta anexa... E COMPARE O RESULTADO!

2,90
5,80
33,60
4,50
18,80
18,80
23,00
3,90
Total: 111,30

Descobrimos como conseguem adulterar uma calculadora para tirar vantagem, é só colocar na memória um valor que será transmitido a conta final, isto é, se na memória positiva for colocado 20,00, este valor fica no final da conta e não aparece no demonstrativo.

O que achou? FIQUE ESPERTO! Este é mais um recurso para nos ROUBAR!

Passe adiante e CONFIRA MAIS SUAS CONTAS A PARTIR DE HOJE!



segunda-feira, 11 de abril de 2011

Clique no pincel


Para ir diretamente ao site é só clicar aqui e depois clicar no pincel e você verá a animação.
Beijinhos e uma semana abençoada.


sexta-feira, 8 de abril de 2011

Sugestões de presentes

GUARDA-CHUVA INTEGRAL
Novas soluções para velhos problemas






Spaghetti COOLER
Antes as coisas eram feitas de puro pulmão.





Papel higiênico com passa-tempo
Prático e útil, se não a solução ...





Chinelos com Farol
Indispensável para ir ao banheiro à noite





DESPERTADOR COM QUEBRA-CABEÇA
Só para de tocar depois de montado, impossível continuar com sono!





CINTO CONTROLADOR DE DIETA
Não necessita explicação...





TAMPA DE PRIVADA COM LUZ ESTROBOSCÓPICA
Não é só comer à luz de velas...





VESTE BRONZEAMENTO-TATOO
Não tenha medo de se arrepender de se tatuar.





quarta-feira, 6 de abril de 2011

"Chique"

Nunca o termo “chique” foi tão usado para qualificar pessoas como nos dias de hoje.

A verdade é que ninguém é chique por decreto. E algumas boas coisas da vida, infelizmente, não estão à venda. Elegância é uma delas.
Assim, para ser chique é preciso muito mais que um guarda-roupa ou closet recheado de grifes famosas e importadas. Muito mais que um belo carro Italiano.
O que faz uma pessoa chique, não é o que essa pessoa tem, mas a forma como ela se comporta perante a vida.
Chique mesmo é quem fala baixo. Quem não procura chamar atenção com suas risadas muito altas, nem por seus imensos decotes nem precisa contar vantagens, mesmo quando estas são verdadeiras.
Chique é atrair, mesmo sem querer, todos os olhares, porque se tem brilho próprio.
Chique mesmo é ser discreto, não fazer perguntas ou insinuações inoportunas, nem procurar saber o que não é da sua conta.
Chique mesmo é parar na faixa de pedestre
É evitar se deixar levar pela mania nacional de jogar lixo na rua.
Chique mesmo é dar bom dia ao porteiro do seu prédio e às
pessoas que estão no elevador.
É lembrar do aniversário dos amigos.
Chique mesmo é não se exceder jamais!
Nem na bebida, nem na comida, nem na maneira de se vestir.
Chique mesmo é olhar nos olhos do seu interlocutor.
É “desligar o radar” quando estiverem sentados à mesa do restaurante, e prestar verdadeira atenção a sua companhia.
Chique mesmo é honrar a sua palavra, ser grato a quem o ajuda, correto com quem você se relaciona e honesto nos seus negócios.
Chique mesmo é não fazer a menor questão de aparecer, ainda que você seja o homenageado da noite!
Mas para ser chique, chique mesmo, você tem, antes de tudo,
de se lembrar sempre de o quão breve é a vida e de que, ao final e ao cabo, vamos todos retornar ao mesmo lugar, na mesma forma de energia.
Portanto, não gaste sua energia com o que não tem valor, não desperdice as pessoas interessantes com quem se encontrar
e não aceite, em hipótese alguma, fazer qualquer coisa que não te faça bem.
Lembre-se: o diabo parece chique, mas o inferno não tem qualquer glamour!
Porque, no final das contas, chique mesmo é ser feliz!

Investir em conhecimento pode nos tornar sábios… mas amor e fé nos tornam humanos!


GLORIA KALIL

terça-feira, 5 de abril de 2011

Quando um macho não aguenta mais!

Até no Reino Animal os machos perdem a calma diante da eloquência feminina...

Essa foto não tem preço!







sexta-feira, 1 de abril de 2011

1966 X 2010

Cenário 1: João não fica quieto na sala de aula. Interrompe e perturba os colegas.

Ano 1966: É mandado à sala da diretoria, fica parado esperando 1 hora, vem o diretor, lhe dá uma bronca descomunal e volta tranquilo à classe.

Ano 2010: É mandado ao departamento de psiquiatria, o diagnosticam como hiperativo, com transtornos de ansiedade e déficit de atenção em ADD, o psiquiatra lhe receita Rivotril. Se transforma num Zumbí. Os pais reivindicam uma subvenção por ter um filho incapaz.



Cenário 2: Luis quebra o farol de um carro no seu bairro.

Ano 1966: Seu pai tira a cinta e lhe aplica umas sonoras bordoadas no trazeiro... O Luis nem lhe passa pela cabeça fazer outra nova "cagada", cresce normalmente, vai à universidade e se transforma num profissional de sucesso.

Ano 2010: Prendem o pai de Luis por maus tratos. O condenam a 5 anos de reclusão e, por 15 anos deve abster-se de ver seu filho. Sem o guia de uma figura paterna, Luis se volta para a droga, delinque e fica preso num presídio especial para adolescentes.



Cenário 3: José cai enquanto corria no patio do colégio, machuca o joelho. Sua professora Maria, o encontra chorando e o abraça para confortá-lo...


Ano 1966: Rapidamente, João se sente melhor e continua brincando.

Ano 2010: A professora Maria é acusada de abuso sexual, condenada a três anos de reclusão. José passa cinco anos de terapia em terapia. Seus pais

processam o colégio por negligência e a professora por danos psicológicos, ganhando os dois juizos. Maria renuncia à docência, entra em aguda depressão e se suicida...



Cenário 4: Disciplina escolar


Ano 1966: Fazíamos bagunça na classe... O professor nos dava umas boa "mijada" e/ou encaminhava para a direção; chegando em casa, nosso velho nos castigava sem piedade.


Ano 2010: Fazemos bagunça na classe. O professor nos pede desculpas por repreendernos e fica com a culpa por faze-lo . Nosso velho vai até

o colégio se queixar do docente e para consolá-lo compra uma moto para o filhinho.



Cenário 5: Horário de Verão.

Ano 1966: Chega o dia de mudança de horário de inverno para horário de verão. Não acontece nada.

Ano 2010: Chega o dia de mudança de horário de inverno para horário de verão. A gente sofre transtornos de sono, depressão, falta de apetite, nas mulheres aparece celulite.


Autor desconhecido

>